Colunas:

TRANSFUSÃO SANGUÍNEA EM BOVINOS

09 Jul A transfusão de sangue em bovinos, muitas vezes é a melhor solução para casos de anemia severa!

Principalmente nos casos de tristeza parasitária, quando a anemia se agrava. Para saber se existe a necessidade de realizar a transfusão, leve em consideração os sinais clínicos do animal doente. Um parâmetro importante é o hematócrito abaixo de 15.

O doador deve ser um bovino adulto jovem do mesmo rebanho e em perfeito estado de saúde, livre de Leucose, Tuberculose, Brucelose, etc.

Utilizar as bolsas com anticoagulante, “Hemobag” próprias para este fim. A quantidade seria 1% do peso do receptor por dia, durante 3 dias seguidos, do mesmo doador. Exemplo: bezerra de 200 kg necessita de 2 litros de sangue, ou seja, 4 bolsas de 500 ml por 3 dias seguidos.

Depois de cinco dias, não usar mais este doador, se precisar repetir a transfusão depois deste prazo, escolher novo doador.

Nos bovinos existem muitos grupos sanguíneos e o risco de choque anafilático pode ocorrer, nestes casos, é importante ter sempre Adrenalina e Fenergan para uma emergência, a dosagem seria 1 ampola para 50 kgpv, de cada droga.

Uma dica interessante seria aplicar inicialmente de 100 a 150 ml do sangue, lentamente e depois colocar um frasco de soro polivitamínico de 500 ml, no final desta aplicação, observa-se os sinais de choque, se não apresentar inquietação, tremores, salivação, tosse e dificuldade respiratória; aplica-se o restante do sangue. No dia seguinte, não há necessidade deste procedimento.

Leia também: