Colunas:

LEUCOSE BOVINA

15 Ago A Leucose Bovina, também chamada de Leucemia Bovina ou "AIDS Bovina"

É uma virose de curso crônico, possui um período de incubação de dois a cinco anos, levando ao aparecimento de tumores em uma parcela dos animais contaminados, ocasionando a morte dos mesmos. Os sintomas desta enfermidade variam muito de acordo com o órgão afetado e normalmente o diagnóstico é feito após a necropsia, isto se ela é realizada. Esta doença é responsável por significativas perdas econômicas, principalmente no rebanho leiteiro; dentre elas pode-se destacar a redução na produtividade leiteira e do ganho de peso; a elevada taxa de mortalidade, elevando os custos com a reposição do rebanho e ao aumento dos custos com medicamentos e serviços veterinários. Por ser um mal que não tem tratamento ou vacina, os laboratórios dão pouca importância a esta doença que normalmente afeta de 20 a 80% das vacas nos rebanhos no Brasil.
Dica: Para limitar a disseminação do vírus no rebanho, esterilizar instrumentos cirúrgicos, utilizar uma agulha esterilizada para cada animal, usar sempre equipo de soro descartável e utilizar uma luva por palpação retal.
Quem busca Produtividade e Longevidade deve-se preocupar com estas medidas sanitárias!

Leia também: